81 3619.1057 81 99706.7202    FAÇA SUA RESERVA AQUI

Início

Fernando de Noronha é o Hawaí brasileiro no verão


O arquipélago de Fernando de Noronha, localizado a quatro graus ao sul da linha do equador, tem entre os meses de novembro à março as melhores condições para o surfe. Nesse período, Noronha é bombardeada com ondulações geradas pelo inverno no Atlântico Norte que chegam com força total ao "mar de dentro" da ilha principal. O "North Shore", como é conhecido o lado em que ficam as praias da Cacimba do Padre, Boldró, Cachorro, Conceição, Abras entre outros picos, costuma receber grandes ondas tubulares e perfeitas. Fala-se que em alguns dias, podem chegar aos três metros, e que nas ressacas o mar fica "storm", só sendo possível surfar no Abras, Ruro e Porto, no extremo norte da Ilha.
A Cacimba do Padre, a praia preferida de dez entre dez surfistas que visitam Noronha, é a mais famosa por ser um fundo de areia de ondas tubulares e similares as de Puerto Escondido, no México. Os campeonatos são realizados na Cacimba e no Abras, esta considerada a melhor onda da ilha, é um fundo de pedra com ondas extensas e perfeitas para a esquerda.

Hawaí- O diferencial do surfe em Noronha do restante do país está no período em que rolam as ondas. Enquanto na costa brasileira o mar está pequeno, Noronha torna-se o "Havaí Brasileiro" no mesmo período da temporada na ilha de Oahu, no Hawaii. Tudo isso, aliado a beleza natural e a transparência da água, fazem de Noronha um "pico gringo", na linguagem relax dos surfistas. Como se fosse pouco, os tubarões que assustam em todas as praias do mundo, em Noronha convivem numa boa com surfistas e banhistas. Na Cacimba, eles aparecem de vez em quando e ninguém se assusta. No Sueste, com água pela cintura, é possível ver pequenos tubarões passando pelos pés ou nadar junto deles nas beiradas das rochas.

/

Cacimba do Padre

Apenas surfistas experientes arriscam-se a entrar. Acima deste tamanho fica over controll e a baía fecha totalmente. Entubar é a manobra na Cacimba. Quebra para os dois lados, em fundo de areia e ondas de 2 a 5 metros.

/

Bode

Ao lado da Cacimba, quebra com dois metros perfeita para a direita.

/

Boldró

Condições perigosas de surfe, intensificadas pelo raso fundo de coral na maré seca. As ondulações entram grande e há dois picos, possibilitando o surfe para a direita ou esquerda, com dois picos e ondas perfeitas de dois metros.

/

Conceição

A preferida pelos nativos e a mais sociável pela localização (fica próxima a Vila dos Remédios e Floresta Nova). Tem bares e ondas de dois metros para ambos os lados em fundo de areia.

/

Praia do Cachorro

Quebra na maré seca, de frente a um costão de pedras. Tem ondas para todos os lados, mas a direita no canto da pedra é o filé. Lembra Off The Wall no Hawaii. Possui fundo de areia e ondas de dois metros para ambos os lados.

/

Abras

A melhor onda da Ilha. Uma longa, volumosa e perfeita esquerda quebrando sobre um fundo de pedras. Difícil de entrar e sair do mar. Crowd intenso. De frente ao Ruro, onda volumosa e extensa para a esquerda.

/

Ruro

Uma direita volumosa e grande para a direita, quebra próxima a pedra do cuscuz em frente ao Abras. Meio esquecida pelos surfistas, mas que proporciona um surfe de alto nível. Boa para fugir do crowd do Abras.

/

Porto

Quebra raramente nas ressacas, grande, para esquerda.

/

Biboca

Perigosa, quebra para a esquerda nas ressacas de frente um costão ao lado do Porto.

/

Sancho

Quebra nas ressacas, pequena e tubular, com um metro.

© 2016 Pousada Barcelar . Todos os direitos reservados | webmail